Tem cuidado de ti mesmo - I Timóteo 4.16a

Essa recomendação de Paulo a Timóteo seu filho na fé soa muito atual, quando pensamos na maneira de viver de muitos pastores. Nós, da comunidade pastoral, ficamos constantemente chocados com algumas notícias veiculadas principalmente nas mídias sociais sobre o estado emocional de muitos colegas.

Nos últimos dias, muito se tem dito a respeito da saúde emocional e psíquica dos líderes eclesiásticos evangélicos: depressões, crises nervosas, insônias e muitas outras mazelas. Daí a atualidade do conselho de Paulo: Tem cuidado de ti mesmo.

Cuidando da nossa vocação ministerial

Segundo Eugene Peterson, o pastor tem uma vocação espiritual, que implica em uma vida dedicada a Deus, em um relacionamento contínuo e duradouro com Ele. O nosso “sucesso” enquanto ministros do Evangelho não é medido pragmaticamente, como se estivéssemos numa linha de produção. Não somos avaliados por metas alcançadas ou a serem alcançadas. Não se mede o produto de horas de oração, ou horas de leitura da Palavra de Deus.

Tudo indica que Timóteo enfrentava momentos de desânimo ministerial, pois Paulo lhe escreve dizendo: “Reavives o dom de Deus que há em ti” (II Tm 1.6). A chama da vocação precisa manter-se acesa o tempo todo. Se perdermos o rumo do nosso chamado celestial, perdemos também o sentido de nossa existência.

Na mesma linha de raciocínio, encontramos Paulo dizendo-lhe: “Não desprezes o dom de Deus que há em ti” (I Tm 1.14). Como manter acesa a chama da vocação? Como correr a carreira que nos está proposta dia após dia com a mesma intensidade e alegria? Como chegar à celebração?

Cuidando da nossa saúde

Lembro-me que em um encontro de pastores de nossa denominação foi convidado um médico para proferir palestra sobre os cuidados com a saúde. O referido médico, que também era pastor, expressou sua preocupação com os colegas de ministério que são imprevidentes e sempre procuram tratamento quando o quadro é complicado, e nunca de forma preventiva.

É surpreendente que o grande apóstolo está preocupado com o estômago de seu filho na fé, pois lhe disse que deveria tomar os devidos cuidados a esse respeito. Pastores são humanos e apresentam as mesmas debilidades físicas que todo ser humano apesenta.

Robert Clinton, em seu livro “Etapas na vida de um líder”, afirma que apenas dois em cada dez líderes cristãos conseguem chegar à fase da celebração; a fase de se tornar um modelo e referência para os mais jovens. Isto por causa de problemas de caráter, mas também por problemas de saúde. Boa parte quando chega à velhice já não possui mais forças e nem condições de desfrutar de todo o saber construído ao longo dos anos.

Vencendo o cansaço, o desânimo e a estagnação

John Stott, em seu livro “Desafios da liderança cristã”, apresenta essa tríade inimiga dos líderes. O processo é gradativo. Começa com o cansaço, que desemboca no desânimo e do desânimo passa à estagnação. Ele sugere algumas medidas.

Vida devocional

É impossível manter o vigor espiritual sem uma vida devocional continuada: Leitura da Palavra de Deus, oração e momentos a sós com o Senhor. Vigor espiritual para fazer face aos desafios ministeriais. Nesse aspecto, vale à pena ler Richard Foster, Ricardo Barbosa e Osmar Ludovico sobre os cuidados que devemos ter com o nosso coração.

A disciplina do descanso

A maioria dos pastores e pastoras certamente já ouviu a frase: “não posso descansar porque o Diabo não descansa”. A pergunta diante dessa proposição é: devemos imitar a Deus ou ao Diabo? Porque o Senhor não apenas descansou como nos instruiu a descansar.

A Disciplina da contemplação

Stott tinha como hobby contemplar os pássaros. Desta forma, ao mesmo tempo em que ele contemplava também descansava e fazia uma atividade física. Estas coisas são indispensáveis para manter a saúde e o equilíbrio físico, emocional e espiritual.

Em conclusão

Como pastores cuidarão de outrem se não cuidam de si mesmos? Fica a advertência de Paulo a Timóteo: Cuida de ti mesmo! Pastores devem tomar em conta os vários aspectos que estão envolvidos nesse cuidado.

Pr. Jesus Aparecido dos Santos Silva é pastor da Igreja Batista Central de Anápolis, GO.

fonte: http://aliancaevangelica.org.br/index.php/recursos/artigos/226-tem-cuidado-de-ti-mesmo-i-timoteo-4-16a